Educaprof's Blog

Just another WordPress.com site

MÉTODO TOMATIS Setembro 17, 2010

O Método TOMATIS foi desenvolvido em 1950, pelo Professor e Médico (Otorrinolaringologista) Francês Alfred Tomatis. Este método singular, baseia-se no funcionamento do aparelho auditivo e na correlação existente entre o ouvido e a voz. Trata-se de uma pedagogia de modulação do aparelho auditivo com o objectivo de aumentar as suas capacidades e optimizar as suas competências e potencialidades.
O Método TOMATIS assenta sobre três premissas essenciais:

1ª PREMISSA – A voz só contém o que o ouvido é capaz de captar;
2ª PREMISSA – Se modificamos a audição, a voz modifica-se imediata e inconscientemente;
3ª PREMISSA – É possível modificar a fonação através de uma estimulação auditiva emitida durante um certo tempo (lei de reminiscência).

A aplicação deste Método faz-se utilizando um aparelho, estruturado especificamente para este tipo de intervenção, denominado Ouvido Electrónico. Através de funções específicas, actua sobre o tempo de latência, a percepção e a lateralidade auditiva, permitindo estimular o processo de escuta e de comunicação.
O Ouvido Electrónico utiliza uma grande variedade de estímulos sonoros adaptados, elaborados a partir da Música de Mozart.
Actuando sobre as áreas da escuta, do equilíbrio e da dinamização da audição, este método de pedagogia activa reequilibra várias áreas funcionais do indivíduo.

O OBJECTIVO DO MÉTODO é optimizar a capacidade de comunicação de cada indivíduo (ao nível da recepção, percepção e produção de informação), possibilitando ao sujeito, de uma forma concreta, um padrão funcional equilibrado.

Método – Inócuo, podendo ser aplicado em todas as faixas etárias. É utilizado um projeco terapêutico individual, específico e programado após a primeira avaliação e em função da área de intervenção e dos objectivos pretendidos.

Áreas de Intervenção:

O Método Tomatis tem sido aplicado com sucesso em crianças autistas, com Síndrome de Asperger, com dificuldades de linguagem e de escuta, com défice de atenção e hiperactividade, com problemas de equilíbrio e coordenação (psicomotores), com Síndrome de Down e dificuldades de aprendizagem, entre outros.
Jovens e Adultos com problemas emocionais (stress, burnout, ansiedade e depressão, por exemplo).
Também tem sido aplicado com sucesso em várias problemáticas associadas à geriatria.
Tem sido igualmente aplicado para facilitar a aprendizagem e integração de línguas e desenvolvimento de competências vocais e comunicacionais.

Aprendizagem
– Escuta (percepção, discriminação, determinação espacial)
– Linguagem (compreensão, expressão, ideação)
– Fala (articulação, elocução, ritmo, timbre)
– Escrita (processos fonológicos, processos perceptivos e coordenação)

Desenvolvimento pessoal
– Cognição (memória, concentração, motivação e criatividade)
– Equilíbrio motor (agilidade, postura, lateralidade)
– Equilíbrio emocional e energização (stress, fadiga, dependências, dificuldades relacionais, estados depressivos, ansiedade)
– Comunicação (timidez, agressividade, compreensão de si próprio e dos outros, descentração do self)

Artística
– Canto e Fala (qualidade, fluidez, clareza, elocução, articulação, colocação da voz)

Idiomas
– Preparação, aprendizagem, acentuação, integração.

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s