Educaprof's Blog

Just another WordPress.com site

MUSICOTERAPIA Setembro 26, 2010

 A Musicoterapia é a utilização da música e/ou de seus elementos constituintes, ritmo, melodia e harmonia, cujo objectivo visa promover a comunicação,  socialização, aprendizagem,  expressão e organização da criança autista. Através da musica, o musicoterapeuta procura  estimular e desenvolver as capacidades  físicas, emocionais, mentais, sociais e cognitivas da criança, em grupo ou individualmente.

A musicoterapia também está indicada para outras patologias, nomeadamente  pessoas com dificuldades motoras, pacientes com deficiência mental, paralisia cerebral, dificuldades emocionais, pacientes psiquiátricos, gestantes e idosos.Esta terapeutica pode ser desenvolvida por equipas multidisciplinares, constituidas por médicos, psicólogos, fonoaudiólogos, terapeutas ocupacionais, fisioterapeutas e educadores.

O uso da música como método terapêutico vem desde o início da história humana. Alguns dos primeiros registros podem ser encontrados na obra de filósofos gregos pré-socráticos.

A musicoterapia como disciplina teve o seu início no século 20, após as duas guerras mundiais, quando músicos amadores e profissionais passaram a tocar nos hospitais de vários paises da Europa e Estados Unidos, para os soldados veteranos. Logo os médicos e enfermeiros observaram  melhoras no bem-estar dos pacientes. A sistematização dos métodos utilizados só começou após a Segunda Guerra Mundial, com pesquisas realizadas nos Estados Unidos. O primeiro curso universitário de musicoterapia foi criado em 1944 na Michigan State University.

Este tipo de sessão normalmente destina-se a pacientes com grandes dificuldades motoras, ou quando se pretende atingir objectivos muito específicos. Na maior parte dos casos a musicoterapia é activa, ou seja, o próprio paciente toca os instrumentos musicais, canta, dança ou realiza outras actividades junto com o terapeuta.

A forma como o musicoterapeuta interage com os pacientes depende dos objetivos do trabalho e dos métodos que ele utiliza. Em alguns casos as sessões são gravadas e o terapeuta realiza improvisações ou composições sobre os temas apresentados pelo paciente.

Alguns musicoterapeutas procuram interpretar musicalmente a música produzida durante a sessão.

Outros preferem métodos que utilizem apenas a improvisação sem a necessidade de interpretação.

Os objetivos da produção durante uma sessão de musicoterapia são não-musicais, por isso não é necessário que o paciente possua competências  musicais para que possa participar neste tratamento.

A musicoterapia é uma forma de terapia que utiliza a música para ajudar no tratamento de sintomas de ordem física, emocional e mental.

 

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s